top of page

A outra mulher


“Eu tinha medo de sentar na cadeira, de colocar as mãos sobre o teclado. Apesar de ser o que eu mais amava, eu tinha medo.

Meu marido subiu a escada para trocar uma telha. Era pra ser uma coisa simples mas não, ele subiu de chinelo, é um pé escorregou na escada. Pelo menos deu uma de gato na queda e fraturou só um braço. Lá vamos nós para o hospital.

Voltamos. Quando tudo já estava no lugar, a louça lavada, desci para o meu escritório, sentei na cadeira com a calma de quem precisa e quer escrever.

Ouvi um barulho do lado de fora da casa; um barulho muito alto de freada brusca e uma batida. Droga, foi no muro da nossa casa. Felizmente ninguém se machucou mas o muro precisaria de conserto e meu marido não podia fazer nada pois o braço estava engessado.

Nesse dia desisti de escrever, seria melhor ler para me acalmar. Um novo dia nasce e já era hora de colocar em prática o que aprendi ensinando: disciplina. Consegui milagrosamente escrever dois parágrafos sem intercorrências. A história de uma mulher que se separa e viaja pelo mundo. Porém sou interrompida por um choro. Sim, eu tinha um filho pequeno em casa e o choro não era de manha, tampouco de fome, era um choro de criança que trancou o dedo na porta. Era o que me faltava pra eu perder a paciência e quase jogar computador pro alto.

Depois de conseguir abrir o portão mesmo com o muro todo quebrado consegui sair com o carro e levar o filho pro pronto-socorro. O marido do lado porque ele não podia dirigir e teve que ficar com a função de acalmar a criança. O pequeno voltou para casa com dedo enfaixado e um pirulito na mão, apesar de isso não ser aprovado pela mãe.

Chegou a noite e todos dormiram. Hora de voltar a escrever mas aí vem o medo porque toda vez que me sentava com a devida disciplina algo ruim acontecia.

Precisava enfrentar o destino e assim decidi mudar de história. Talvez o problema fosse eu pensar que seria a mulher viajando pelo mundo quando deveria ser a outra mulher, que domina o caos do cotidiano e do lar”.


Marina Hadlich


(Ainda não tenho filhos, mas muitas coisas interrompem minha escrita 🤣)


Postado no instagram em 24/7/2020.



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page