top of page

Chick-lit? O que é isso? Literatura?




O chick-lit é um gênero de ficção feminina. Traduzindo ao pé da letra do inglês quer dizer “literatura de garota”. Trata-se de romance, ou seja, um livro com alguma história e está relacionado às questões da mulher moderna, são narrativas sobre o cotidiano da protagonista.


Na maioria das vezes são escritos por mulheres (não me recordo agora de nenhum livro do gênero que foi escrito por homem, se você lembrar, favor me avisar nos comentários).


Estilo conhecido como “Literatura de mulherzinha”, ainda sofre muito preconceito dentro do âmbito literário. As histórias têm o objetivo de entreter e divertir, por isso as tramas são leves, com humor e os temas não são tão aprofundados.


Geralmente as histórias trazem uma personagem com conflito na área amorosa ou de trabalho, com muitos percalços nas relações familiares e de amizade.


O que mais me chama a atenção num chick-lit: a protagonista sempre tem um defeito bem peculiar e o mais comum que noto é que ela é desastrada. Na maioria dos livros é possível ver que a personagem vai para uma entrevista de emprego e derruba café na roupa. Um táxi não para para ela, acaba passando numa poça de água e respinga nela. A personagem esbarra no mocinho logo de cara sem querer ou passa alguma vergonha na frente dele. Coisas bem típicas e fáceis de serem notadas no gênero.


Existem subgêneros de chick-lit, mas por hoje vou apresentar apenas esse contexto mais geral.


Veja algumas dicas de livro chick-lit que já li. Claro que cada um tem seu gosto. Você pode não gostar da história ou simplesmente não se identificar com esse estilo literário.


Alguns desses livros estão resenhados no meu antigo blog literário, basta clicar na foto para ver mais.






























Ah, super indico o da Vanessa Bosso (O homem perfeito), excelente nacional, com ambientação no nosso país é sempre mais gostoso de ler.


Você reparou que coloquei apenas 1 livro da Marian Keyes. Ela é uma das mais conhecidas nesse gênero, apesar de ela muitas vezes falar de temas mais pesados, ela ainda é tida como a rainha do chick-lit. A escritora trata com leveza e humor histórias que trazem reflexão sobre temas como separação, drogadição, gravidez, luto, violência doméstica.


No entanto, Marian Keyes se manifestou afirmando que o termo chick-lit é pejorativo e acaba por causar desigualdade de salário entre homens e mulheres, além de perpetuar a cultura de ridicularizar coisas que mulheres gostam e leem.

E aí? Continuamos definindo esses livros como chick-lit?


Você já leu algum desses que indiquei? Gosta desse gênero? Conta aí nos comentários.


Existem sites e blogs específicos para comentar apenas sobre esse gênero. Indico esse: clique aqui.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page